museudamarioneta.pt
A A

Escolha de idioma

Pesquisa no site

Pesquisa
Exposições |

Testemunhos da Escravatura - Memória africana

Passado e Presente - Lisboa, Capital Ibero-americana de cultura

Sinopse


São claras as influências do teatro itinerante de marionetas europeu nos 'Mamulengos' – nome por que são conhecidos os bonecos do teatro popular de marionetas do Nordeste brasileiro –, mas são também evidentes as influências das culturas africanas e indígenas. A presença de personagens negras e o papel que desempenham é herança clara do tráfico de escravos de África para o Brasil.
Alguns dos actuais bonecreiros associam a origem dos Mamulengos ao tempo da escravatura, servindo o teatro de marionetas como uma forma de reacção aos maus-tratos e injustiças sofridas pelos escravos. Sendo impossível aferir essa hipótese, não há dúvidas de que ainda hoje encontramos nas personagens negras dos mamulengos o modelo de subalterno que não se inibe de criticar de forma cómica e subversiva os que sobre ele exercem poder.



A exposição 'Testemunhos da Escravatura - Memória africana' permite conhecer peças e/ou documentação da colecção de museus, arquivos e bibliotecas da cidade de Lisboa que, de uma forma direta ou indireta, se relacionam com a escravatura negra. Mostrados em pequenas exposições, esta exposição permite criar um roteiro pela cidade. Com este projeto, que parte das representações do que a escravatura foi no passado, pretende-se contribuir para a construção de uma discussão do que, ainda no presente, significa a escravatura para os povos ibero-americanos.



Uma iniciativa do Gabinete de Estudos Olisiponenses, integrada no programa Passado e Presente - Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura

Morada do museu

Convento das Bernardas - Rua da Esperança, n° 146, 1200-660 Lisboa | t +351 213 942 810 | f +351 213 942 819

Mais opções